Minha história com o amarelinho

O que posso falar? O amarelinho não só me salvou de vários perrengues, como possibilitou que eu continuasse meu tratamento contra a depressão, pois o SUS não estava disponibilizando os medicamentos. Já chorando sem saber o que fazer, veio a ideia de fazer um cartão, mesmo achando que o limite seria o mínimo por conta do score baixo, mas quem diria, veio o limite de 450! Fiquei tão feliz que perdi as estribeiras literalmente! Eu poderia continuar com minha medicação, teria condições de comprar mesmo estando sem trabalho. Isso me salvou.
Claro, continuo o tratamento, mas naquele momento sem “saída”, foi o pintinho piu que estendeu a mão. Só tenho a agradecer! :yellow_heart: